Mundo

11/07/2020 as 09:25

Agência mantém nota de crédito da Itália rebaixada

Nota de crédito continuou em BBB- devido à pandemia de Covid-19

Agência: Ansa
Foto: EPA / Ansa<?php echo $paginatitulo ?>

Após ter deixado a Itália a um passo de perder o grau de investimento em abril passado, a Agência de classificação de risco Fitch manteve nesta sexta-feira (10) a nota de crédito da Itália rebaixada em BBB-, com perspectiva estável.

A decisão foi tomada porque "dívidas altas e fraco crescimento estrutural continuarão pesando no rating da Itália", informou a empresa.

Em nota, a Fitch enfatizou que "as recentes iniciativas da União Europeia (UE), incluindo o Plano de Recuperação, poderiam limitar a deterioração esperada das contas públicas italianas a partir de 2021".

A agência ainda destacou como a economia italiana pagou um preço alto por causa da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), mesmo que o governo já tenha dado , gradualmente, os primeiros passos para ajudar a normalizá-la após o fim do bloqueio.

Em 28 de abril, a Fitch considerou as graves repercussões da pandemia na economia da Itália e decidiu baixar a classificação do país de BBB para BBB-. Na ocasião, a empresa citou as previsões do governo de queda de 8% no produto Interno Bruto em 2020 e de que a dívida pública cresça 20 pontos e chegue a 156% do PIB.

Apesar disso, foi confirmada uma perspectiva estável, o que geralmente indica que nas próximas avaliações não serão feitos novos cortes. Nos últimos dias, inclusive, a Fitch atualizou as previsões econômicas da nação, mantendo inalteradas as estimativas do PIB para 2020 e melhorando as previsões para 2021.