Mundo

21/05/2020 as 12:40

Líbia acusa Rússia de enviar 8 caças para ajudar general

Segundo agência, aeronaves apoiarão grande ataque aéreo

Agência: Ansa
Foto: AFP / Ansa<?php echo $paginatitulo ?>

(ANSA) - O ministro do Interior da Líbia, Fathi Bashaga, acusou o governo russo de enviar "ao menos oito caças militares da era soviética" para uma base aérea na Síria com "o objetivo de ajudar uma nova campanha de ataques aéreos" do general Khalifa Haftar no país. A acusação foi feita durante uma entrevista para a agência de notícias "Bloomberg".

De acordo com as informações, seriam seis caças do tipo MiG 29 e duas aeronaves Sukhoi Su-24, que teriam chegado à Síria escoltados por dois aviões SU-35 da Aviação da Rússia.

Moscou, ao lado dos governos dos Emirados Árabes Unidos e do Egito, apoiam Haftar em sua luta contra o governo do premier Fayez al-Sarraj, que é reconhecido internacionalmente com o líder do país.

Oficialmente, a Rússia tem uma postura de "bom relacionamento" com os dois lados do conflito, mas há diversos rumores de que o governo de Vladimir Putin enviou mercenários para lutar ao lado do general.

Em crise política e em guerra interna desde 2011, quando o ditador Muammar Kadafi caiu, a Líbia tem duas forças internas lutando pelo poder: a de al-Sarraj, que forma o chamado "governo de união nacional", e a de Haftar, que comanda o Exército Nacional Líbio e que é apoiado por milícias e grupos armados diversos. (ANSA)