Mundo

21/11/2019 as 05:41

Venezuela ordena que adidos militares bolivianos deixem o país em 72 horas

Há três dias o corpo diplomático que estava na Bolívia retornou à Venezuela

Agência Sputnik
Foto: © Sputnik / Yevgeny Biyatov<?php echo $paginatitulo ?>

O Ministério de Relações Exteriores da Venezuela determinou que os adidos militares bolivianos na Venezuela têm 72 horas para deixarem o país.

"O Ministério do Poder Popular para os Negócios Estrangeiros da República Bolivariana da Venezuela cumprimenta com atenção a Embaixada do Estado Plurinacional da Bolívia, na oportunidade de informar sua decisão de retirar o credenciamento ao pessoal da agregação militar do Estado Plurinacional da Bolívia na Venezuela. Caracas, solicitando sua saída do território nacional dentro das próximas setenta e duas horas ", diz o texto.

A declaração destaca que a medida está relacionada às ações do alto comando militar boliviano nos últimos dias após a renúncia do presidente Evo Morales (2006-2019).

"Essa medida corresponde ao papel desempenhado pelo alto comando das Forças Armadas bolivianas no golpe de estado de 10 de novembro e, em nenhum caso, é uma avaliação individual dos soldados bolivianos", diz o documento.

Há três dias o corpo diplomático que estava na Bolívia retornou à Venezuela.

O ministro das Relações Exteriores Jorge Arreaza disse que, para obter o retorno dos diplomatas venezuelanos da Bolívia, ele precisava adotar medidas e chegou a entrar em contato com a Organização das Nações Unidas.