Mundo

20/10/2019 as 12:36

Pompeo: ameaça iraniana dá a Israel 'direito fundamental' de bombardear quem quiser

Israel tem o direito fundamental de se envolver em atividades que garantam a segurança de seu povo

Agência Sputnik
Foto: © REUTERS / Mohammed Salem<?php echo $paginatitulo ?>

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Israel não deve ser limitado por fronteiras internacionais ou leis se se sentir ameaçado, e pode sempre contar com o apoio de Washington.
Em entrevista ao jornal Jerusalem Post, Pompeo afirmou que a administração dos EUA sempre foi "muito clara" de que dá a Israel liberdade para perseguir qualquer suposto indício de 'ameaça iraniana' na região, usando a segurança nacional como justificação final.

"Israel tem o direito fundamental de se envolver em atividades que garantam a segurança de seu povo. Está no centro do que os Estados-nação não só têm o direito de fazer, mas também a obrigação de fazer", declarou o secretário de Estado americano.
Com a saída das tropas americanas da Síria, em Israel surgiram algumas preocupações, mas Pompeo sublinhou que Washington continua dedicado a "continuar a atividade em que os EUA estão empenhados há já alguns anos".

Resposta à altura?
"Sabemos que […] o Irã tem tentado mover sistemas de armas para a Síria, para o Líbano, que ameaçam Israel, e vamos fazer tudo o que pudermos para garantir que temos a capacidade de as identificar, para que possamos, coletivamente, responder adequadamente", continuou.

Pompeu visitou Israel e se reuniu com o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu e o chefe da Mossad, Yossi Cohen, em Tel Aviv, assegurando-lhes que a retirada dos EUA da Síria não é um sinal de fraqueza ou intenção de reduzir sua pressão sobre Teerã.