Geral

20/11/2019 as 15:17

Governadores do Nordeste tentam atrair investimento italiano

Políticos foram recebidos em Roma por vice-ministra

Agência: Ansa
Foto: Ansa<?php echo $paginatitulo ?>

(ANSA) - Sete governadores e um vice-governador do nordeste foram recebidos nesta quarta-feira (20) na sede do Ministério das Relações Exteriores da Itália, em Roma, para tentar atrair investimentos europeus e impulsionar o comércio entre os dois países.

Os políticos integram o chamado Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste), criado no início do ano. Neste momento, os governadores estão em um tour pela Europa que incluiu, além da Itália, passagens pela França e pela Alemanha.

"O Consórcio do Nordeste é uma experiência institucional muito inovadora e interessante", disse a vice-ministra de Relações Exteriores da Itália, Marina Sereni, que se reuniu com a delegação de políticos brasileiros. "A Itália e o Brasil têm fortes laços e ótimas relações econômicas. Acreditamos que a iniciativa do Consórcio possa reforçar e enriquecer o quadro de projetos de colaboração econômica entre os nossos dois países. Inclusão social e tutela do meio ambiente representam um ponto importante de desenvolvimento, um interesse comum tanto das empresas quanto das instituições, no contexto dos objetivos da Agenda 2030 das Nações Unidas", ressaltou Sereni.

Já a governadora do Rio Grande do Norte, Fatima Bezerra, disse que os esforços estão "concentrados em fortalecer as relações de cooperação e atrair investimentos para o nordeste, segunda região mais populosa do Brasil". "Falamos sobre investimentos italianos que já existem e solicitamos a ampliação da relação econômica", informou Bezerra, pelo Twitter.

A ideia dos governadores é apresentar aos europeus o funcionamento do Consórcio e um mapa de oportunidades de investimentos no nordeste, inclusive com a perspectiva de abertura de parcerias público-privadas (PPP). Ao todo, os projetos somam R$ 30 bilhões.
   

Participam da missão internacional os governadores Renan Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), Rui Costa (Bahia), João Azevêdo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte) e o vice-governador Carlos Brandão (Maranhão). Sergipe está sendo representado pelo superintendente de Parcerias Público Privadas, Oliveira Junior. (ANSA)