Esportes

20/10/2019 as 11:38

Movimentação no mercado e volta das duplas equilibra forças na NBA

Ou até mesmo o Miami Heat, de LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh, que foi bicampeão da NBA em 2012 e 2013

fonte
Foto: Divulgação<?php echo $paginatitulo ?>

Por Marcius Azevedo e Renan Fernandes

A temporada 2019/2020 da NBA, que começa na terça-feira, tem um sentimento de nostalgia. Após o reinado do supertime do Golden State Warriors chegar ao fim com o título do Toronto Raptors, a liga assiste ao retorno das duplas, movimento que remete aos anos 1980, 1990 e 2000. A disputa promete ser acirrada pelo anel de campeão.

O equilíbrio, talvez o maior em muito tempo, surgiu pelo movimento no mercado de agentes livres e por algumas trocas realizadas pelas franquias. Não há mais favoritos após o fim dos supertimes, como os Warriors, que reuniu pelo menos quatro grandes jogadores em uma mesma equipe. Ou até mesmo o Miami Heat, de LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh, que foi bicampeão da NBA em 2012 e 2013.

Agora os times apostam em duplas de astros, o que faz lembrar dos tempos do Chicago Bulls de Michael Jordan e Scottie Pippen, o Utah Jazz de John Stockton e Karl Malone, ou, mais recentemente, o Los Angeles Lakers de Kobe Bryant e Shaquille O’Neal.

Os Lakers, por exemplo, foram buscar Anthony Davis no New Orleans Pelicans para formar uma dupla com LeBron James. "Eu escolho eles em vez de qualquer outra dupla. Eles podem fazer de tudo e vão causar muito estrago nesta liga neste ano", resumiu o técnico da franquia da Califórnia, Frank Vogel.

O Houston Rockets fez movimento similar ao trocar Chris Paul por Russell Westbrook e colocá-lo ao lado novamente de James Harden - eles atuaram juntos e com Kevin Durant no Oklahoma City Thunder vice-campeão da NBA na temporada 2011/2012. "Vai ser assustador. É tudo que eu posso te dizer. Vai ser assustador. E não será para nós", avisou Westbrook. "Estou muito empolgado", completou Harden.

Livre no mercado, Kevin Durant optou por assinar com o Brooklyn Nets, que também conseguiu fechar com o armador Kyrie Irving, ex-Boston Celtics. Ainda não é possível afirmar com certeza quando o ex-jogador dos Warriors vai voltar às quadras após sofrer uma grave lesão no tendão de Aquiles nas finais da temporada passada, mas, quando retornar, formará uma das melhores novas duplas da liga.

A movimentação do mercado de agentes livres também colocou o Los Angeles Clippers entre os favoritos. A franquia fechou com o jogador mais cobiçado na liga, Kawhi Leonard, que levou o Toronto Raptors ao inédito título na temporada passada. Ele formará dupla com Paul George, outro reforço da franquia, e que foi um pedido do atual campeão para trocar o Canadá pela Califórnia.

Destaque também para Luka Doncic e Kristaps Porzingis, que podem causar muito estrago pelo Dallas Mavericks. O esloveno já provou o que pode fazer ao ser eleito o melhor novato da temporada 2018/2019. Já o letão foi contratado no campeonato passado em uma troca com o New York Knicks, mas só agora vai estrear pela equipe do Texas. Ainda há os Splash Brothers. Stephen Curry e Klay Thompson continuam juntos nos Warriors, apesar do fim do supertime.

"O importante nesta liga é ter um time. Não dois, três jogadores É um time. É claro, tudo começa comigo e com AD (Anthony Davis), mas o importante é o time, dentro e fora de quadra. Precisamos de todos acreditando no que estamos fazendo", afirmou LeBron James. "Todos nós sabemos que AD é maravilhoso", completou.

Davis entende que os Lakers vão estar no foco e, por isso, pede união ao elenco para brigar pelo título. "Meu foco é no time e o que podemos fazer dentro de quadra. É importante saber que ninguém de fora do vestiário importa. Vão tentar inventar histórias, vão tentar criar coisas. Nós temos de fazer com que, apesar de tudo isso, continuemos unidos, como time."

ABERTURA - O SporTV2 vai transmitir os dois primeiros jogos com exclusividade na terça. Atual campeão, o Toronto Raptors recebe o New Orleans Pelicans, às 21 horas (de Brasília). Na sequência, às 23h, Lakers e Clippers se enfrentam no clássico de Los Angeles. ESPN e Band também vão exibir as partidas da temporada

A principal ausência na abertura da liga será Zion Williamson, primeira escolha do Draft. Com potencial para ser dominante na NBA em alguns anos, o calouro-sensação teve detectada uma lesão no menisco do joelho direito e deve ficar afastado por algumas semanas.