Economia

19/10/2019 as 16:55

Economia venezuelana cai 26,8% no primeiro trimestre de 2019

esde 2016, a inflação na Venezuela esteve marcada por aumentos abruptos

Agência Sputnik
Foto: © REUTERS / Ueslei Marcelino<?php echo $paginatitulo ?>

A economia venezuelana registrou uma contração de 26,8% no primeiro trimestre do ano de 2019 frente ao mesmo período do ano anterior, devido a uma queda na atividade da indústria não petrolífera.

Segundo um documento publicado no site do Banco Central da Venezuela, a atividade não petroleira se reduziu em 27,3%, enquanto a atividade petrolífera caiu 19,1% no período de janeiro a março contra o mesmo período do ano de 2018.

Entre os setores que não formam parte dos rendimentos do petróleo, como o mineiro, se registrou um retrocesso de 35,7% no primeiro trimestre de 2019.

Desde 2016, a inflação na Venezuela esteve marcada por aumentos abruptos.

De acordo com as últimas cifras publicadas pelo Banco Central, o país registrou entre janeiro e setembro 4.679,5% de inflação acumulada.

No mês de setembro a inflação foi de 52,2%, superior à do mês de agosto, de 34,6%, enquanto em junho o índice nacional de preços ao consumidor registrou um aumento de 19,4%.

O Banco Central da Venezuela começou a fornecer cifras oficiais novamente este ano.

Entre 2013 e 2019 o Banco Central da Venezuela não apresentou as habituais informações anuais sobre a situação econômica do país, e foi em maio que finalmente foram conhecidos os detalhes oficiais da hiperinflação na Venezuela e sobre a queda do Produto Interno Bruto.

De acordo com esse material, a queda do PIB começou no fim do ano de 2014, com a diminuição dos preços do petróleo, mas se agravou em 2017, depois das sanções do governo dos EUA contra a indústria petroleira.